Liga com efeito de memória de forma pode ajudar em viagens espaciais

A principal característica de materiais com efeito de memória de forma é a possibilidade de retorno a sua forma original quando o objeto for deformado plasticamente. A volta à forma original geralmente é obtida através do aquecimento do material, como pode ser visto nesse post aqui.

Entretanto, para o material ThCr2Si2 o objeto terá sua forma alterada sob efeito de baixas temperaturas. Essa pesquisa é uma colaboração entre a University of Connecticut, Colorado State University e Iowa State University.

Seok-Woo Lee, um dos principais pesquisadores desse projeto, diz que essa liga estudada volta à sua forma original quando exposta à uma temperatura de 50 K (aprox. – 223 ˚C). Assim, o material possui propriedades interessantes para viagens espaciais, funcionando como um botão liga/desliga.

Atuadores mecânicos vão trabalhar junto com esse material no espaço. Dessa forma, quando uma nave deixar o sistema solar, atingindo temperaturas menores que 50 K, o material vai se deformar, ativando esses atuadores e então desligando a nave. Assim ela continuará a viajar pelo espaço por centenas de anos, desligada, até que chegue no seu destino. Então, quando ela chegar em outro sistema solar, com o aumento da temperatura, ativará novamente o material, podendo ser ativada novamente a nave, logo poderá enviar dados para a Terra.

maven_mars_sunrise

Concepção artística da sonda espacial Maven (Foto: Divulgação/Nasa)

Por exemplo, o sistema solar mais próximo do nosso está a 40 trilhões km longe do nosso, então seriam necessários centenas ou milhares de anos para uma sonda espacial chegar lá. Por isso é tão importante o desenvolvimento de tecnologias que façam com que as sondas continuem com o seu trajeto mesmo sem interferência humana e energia solar.

Outro uso potencial para esse material seria em telescópios, na precisa manipulação de abertura da lente pelo material.

Você pensou em mais alguma possível aplicação desse material? Não deixe de compartilhar com a gente!

Referências:

New Material Promises Benefits to Deep Space Travel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *