Vidros podem deixar de ser metaestáveis

Os vidros são materiais amorfos, isto é, seus átomos não seguem padrões de organização a longo alcance, como acontece para os materiais cristalinos:

Material cristalino (à esquerda) e amorfo (à direita).

Continue reading Vidros podem deixar de ser metaestáveis

Compartilhar Matéria:

Processos industriais que ainda têm muito a ser desenvolvido

Com o crescimento populacional e desenvolvimento tecnológico, nota-se uma contínua expansão do consumo energético. Com isso, aumentam os investimentos necessários para a construção de usinas, o impacto que causam ao meio ambiente e também a possibilidade de esgotamento de recursos naturais. Continue reading Processos industriais que ainda têm muito a ser desenvolvido

Compartilhar Matéria:

Concreto à prova de terremotos

A construção civil envolve muitas vezes projetos estruturais detalhados e cálculos complexos para que uma determinada obra possa ser viabilizada e para que a construção tenha a durabilidade planejada. Podem ocorrer, no entanto, fenômenos da natureza que venham a destruir determinada construção antes do seu tempo de vida previsto, como é o caso dos terremotos. Esse tipo de falha prematura gera não somente impactos financeiros, como também pode levar a morte de muitas pessoas. Não se pode impedir o acontecimento um evento natural de tal dimensão, mas que tal produzir um material que seja preparado para lidar com os efeitos do terremoto? Foi o que fez a equipe da University of British Columbia, que desenvolveu um concreto antiterremoto.

Continue reading Concreto à prova de terremotos

Compartilhar Matéria:

Nanomaterial viabiliza extração de hidrogênio do mar

O gás hidrogênio tem capacidade de liberar grande quantidade de energia e sua queima é limpa, já que gera água como subproduto. Seu emprego como fonte energética hoje em dia é limitada devido aos cuidados necessários ao seu armazenamento, já que é um gás explosivo, e também devido aos custos elevados relativos a sua obtenção. O hidrogênio é convencionalmente produzido por meio de eletrólise, processo em que ocorre a quebra de uma molécula por ação de energia elétrica. Essa molécula é normalmente a água (H2O), cuja quebra forma oxigênio e hidrogênio segundo a reação abaixo:

Continue reading Nanomaterial viabiliza extração de hidrogênio do mar

Compartilhar Matéria:

Uma nova definição para os vidros

Assim como é difícil obter uma definição para energia, também não é nada fácil encontrar uma para o vidro. Então, o professor brasileiro Edgar Dutra Zanotto (UFSCar) junto com o professor americano John Mauro (Universidade do Estado da Pensilvânia) propuseram novas definições para esse material.

Continue reading Uma nova definição para os vidros

Compartilhar Matéria:

Banimento do amianto ganha força no Brasil

O que é amianto

Trata-se de uma família de minérios fibrosos e silicatos muito utilizada pela indústria de construção civil no último século. Suas fibras são longas, finas e de fácil separação e são encontradas na natureza em rochas feitas de silicatos hidratados de magnésio. A abundância, baixo custo de exploração e propriedades interessantes para o meio industrial fizeram com que o amianto fosse chamado de “Mineral mágico”. Dentre as propriedades que mais chamam atenção para o emprego industrial do minérios, estão: elevada resistência mecânica e a altas temperaturas, ao ataque ácido, alcalino e de bactérias, flexibilidade, não inflamabilidade e boa qualidade isolante. Além disso, o material é bastante durável, permitindo construir produtos com vida útil de até 70 anos. À primeira vista, o emprego industrial do amianto parece benéfico para empresa e consumidor, no entanto, por trás de tantas qualidades o minério esconde um grande problema: é um causador de doenças gravíssimas.

Fibras de amianto

Continue reading Banimento do amianto ganha força no Brasil

Compartilhar Matéria:

Fonte inesgotável de energia em sua própria casa? Saiba como

Já pensou se as paredes e telhado de sua casa pudessem produzir energia elétrica infinitamente? Pode ser que isso esteja próximo da realidade com a nova descoberta da Royal Melbourne Institute of Technology, na qual foi desenvolvida uma tinta capaz de absorver o vapor d’água do ar na presença de luz solar e quebrá-lo em hidrogênio. O gás é conhecido por ser uma fonte de energia limpa e tecnicamente inesgotável.

Continue reading Fonte inesgotável de energia em sua própria casa? Saiba como

Compartilhar Matéria:

Materiais fundamentais para a tecnologia Laser – Parte II, tipos de laser e aplicações

Na semana passada vimos que para ser um bom meio ativo para um laser, um material ao receber energia externa deve armazená-la por um tempo relativamente grande e só então liberá-la, permitindo que uma reação em cadeia possa acontecer. Existem quatro grupos de diferentes meios ativos, focaremos nos dois últimos, onde há maior relação com a engenharia de materiais.

Compartilhar Matéria:

Materiais fundamentais para a tecnologia Laser – Parte I, Fundamentos básicos

Você certamente já ouviu falar de laser; ele está totalmente presente direta e indiretamente em nossa vida – em cirurgias, em procedimentos de estética, em produtos que consumimos que são soldados, cortados, revestidos, marcados ou tratados termicamente por meio dele, em leitores de código de barra, brinquedos, leitores de CD e DVD, em superfícies hidrofóbicas e etc. O laser é muito estudado por nós da engenharia de materiais no que diz respeito a parâmetros, influência do laser sobre materiais e como ele modifica suas propriedades devido ao efeito térmico, ou seja, a abordagem é mais direcionada ao processo. Mas você já parou para pensar que para produzir o laser em si também há muito estudo na nossa área? Isso porque os materiais ali aplicados são muito especiais, como veremos depois de compreender melhor o princípio básico por trás do funcionamento de um laser.

Continue reading Materiais fundamentais para a tecnologia Laser – Parte I, Fundamentos básicos

Compartilhar Matéria:

Design inverso – a nova abordagem para o desenvolvimento de materiais

A sociedade moderna possui metas cada vez mais dependentes de propriedades específicas de materiais. Queremos baterias cada vez mais eficientes para nossos carros e smartphones, necessitando de um material com elevada densidade de energia. Queremos matrizes energéticas mais sustentáveis, exigindo, por exemplo, materiais que sejam mais eficientes na conversão de luz solar para energia elétrica e assim por diante. Propriedades tão específicas são normalmente encontradas em apenas um seleto grupo de materiais, que muitas vezes nem sequer foram descobertos ainda. A partir do fato de que frequentemente conhecemos a necessidade, a propriedade alvo desejada, mas não o material que a possua, uma nova abordagem para a engenharia de materiais foi desenvolvida: o design inverso.

Continue reading Design inverso – a nova abordagem para o desenvolvimento de materiais

Compartilhar Matéria: