Compósito que varia rigidez com a temperatura

No post de hoje falaremos sobre um compósito capaz de mudar sua rigidez de forma extrema com a variação de temperatura. Trata-se de uma pesquisa da École polytechnique fédérale de Lausanne, publicada recentemente, que conseguiu desenvolver o material de uma forma simples e ao mesmo tempo genial.

O compósito tem o formato de um tubo e é bastante rígido à temperatura ambiente. No entanto, ao aplicar sobre o material uma voltagem, ele torna-se flexível em menos de 10 segundos. O segredo por trás dessa versatilidade encontra-se na forma com o que material foi projetado. Por fora do tubo, encontra-se uma camada externa de silicone, enquanto seu interior é preenchido por uma liga metálica de baixo ponto de fusão, 62°C. Assim, abaixo de 62°C o tubo tem sua elevada rigidez causada pela presença da liga metálica, que se encontra no estado sólido, conferindo ao material uma forma fixa e bem definida. Já após o aquecimento e fusão da liga, causado por efeito Joule provocado pela circulação de uma corrente elétrica pelo material, o tubo comporta-se semelhantemente a um espaguete. Nesse caso, quem determina a rigidez do material é o revestimento de silicone, fazendo com que haja uma queda de aproximadamente 700x na rigidez do material. Abaixo, é possível ver uma imagem do compósito mencionado, bem como a apresentação do mesmo pelos próprios pesquisadores que o desenvolveram (em inglês).

4152x2768

Além da versatilidade no que diz respeito à rigidez, o compósito ainda tem propriedades autorreparadoras. Uma vez que há uma liga metálica que constantemente é fundida e solidificada, qualquer dano mecânico a este material no estado sólido, é reparado assim que este atingir novamente o estado líquido. Essa combinação de propriedades permite ao material um grande potencial de aplicabilidade em diversas áreas, tais como robótica, medicina, eletrônica, automobilística e assim por diante.

Leia mais:

Materiais com propriedades dependentes da temperatura:

Polímeros que mudam de cor com a temperatura;

Supercondutividade cada vez mais próxima da temperatura ambiente;

Materiais termoelétricos;

Materiais autorreparáveis:

Introdução a materiais autorreparáveis;

Asfaltos autorreparáveis;

Compósito auto-adaptável;

Fonte:

A composite thread that varies in rigidity – Hillary Sanctuary

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *