Curiosidades sobre as medalhas olímpicas

Há dois meses começavam os jogos olímpicos do Rio de Janeiro, trazendo as atenções do mundo para o país e também fortes emoções ao povo brasileiro. O que muitos não perceberam, no entanto, é que por trás de todas as competições que emocionaram o mundo, participava também silenciosamente uma grande conhecida de todos nós. Seja na roupa dos nadadores, nos remos da canoagem, nas bicicletas dos velozes ciclistas, nas raquetes dos jogadores de tênis, e, é claro, no pescoço dos campeões, estava lá presente a engenharia de materiais.

As tão desejadas medalhas apresentaram nessa edição das olimpíadas algumas inovações interessantes. Sendo as mais pesadas da história das olimpíadas, as medalhas pesavam aproximadamente 500 gramas e tinham grande presença de materiais reciclados. Além de serem sustentadas por tiras poliméricas feitas com 50% de material proveniente da reciclagem de garrafas plásticas, os metais em si também eram em parte provenientes de reciclagem e o ouro foi minerado sem o uso de mercúrio, um grande poluente. Nos jogos paralímpicos, elas também surpreenderam: continham esferas metálicas em seu interior para que os deficientes visuais pudessem não só tocá-las, mas também ouvi-las. A quantidade diferente de esferas, de acordo com o tipo de medalha, fazia com que possuíssem ruídos característicos que as identificasse, sendo este maior quanto melhor a posição do atleta. Conheça-as na reportagem abaixo e confira como o processo pelo qual passam as medalhas até a chegada ao pódio.

Continue reading Curiosidades sobre as medalhas olímpicas

Compartilhar Matéria:

Conheça o novo material que vai te ajudar com o calor

Quem já viveu no Brasil em um verão rigoroso sabe bem que muitas vezes nem o ar condicionado dá conta. Já pensou se existisse uma roupa que ajudasse a resfriar o seu corpo? Então, o material para ela já existe!
160901151933_1_540x360

Continue reading Conheça o novo material que vai te ajudar com o calor

Compartilhar Matéria:

Tecnologia de colagem na indústria automobilística

Você já imaginou que algumas partes do seu carro são coladas? Quando vem na minha mente a imagem de uma produção de carro, vem junto a imagem das soldas e tudo mais, porém a colagem é muito utilizada na indústria e possui várias vantagens.

Continue reading Tecnologia de colagem na indústria automobilística

Compartilhar Matéria:

Reciclagem de isopor: mito ou verdade?

O popular isopor é o nome comercial de dois tipos de polímeros, o EPS (poliestireno expandido) e o XPS (poliestireno extrudado), os quais estão muito presentes em nosso dia a dia. O EPS é comumente utilizado como embalagens protetoras de equipamentos, isolante acústico e em brinquedos, por exemplo no preenchimento de ursos de pelúcia. Já o XPS, uma espuma mais rígida, é mais utilizado na indústria alimentícia, especialmente para a fabricação de bandejas e copos. Apesar do contato diário com este material, apenas 7% dos brasileiros sabem que o isopor é 100% reciclável, mostram os dados da empresa paulista Meiwa. Isso faz com que a maior parte das aproximadamente 60 mil toneladas anuais que são produzidas no Brasil seja enviada aos aterros sanitários. Imagine o quão leve é um isopor e tente mensurar o volume que todo esse material irá ocupar nos aterros! Uma dica? Aproximadamente 25% do volume total desses locais!

Se o material causa tamanho impacto ambiental e é reciclável, por que então sua reciclagem ainda não é consolidada?

Continue reading Reciclagem de isopor: mito ou verdade?

Compartilhar Matéria:

Acrílico: O material presente nas suas roupas

Você já percebeu que provavelmente grande parte das suas roupas não é feita com materiais naturais como lã de ovelha, alpaca ou até mesmo algodão? Na verdade, grande parte delas contém acrílico ou poliéster. Hoje conheceremos um pouco mais do tecido produzido através de fibras de acrílico e os processos que envolvem a sua manufatura.

tipos-de-tecido

Continue reading Acrílico: O material presente nas suas roupas

Compartilhar Matéria:

Como processar polímeros que têm elevada temperatura de fusão

O setor de Engenharia de Plásticos é um dos que mais cresce segundo dados da Associação Brasileira da Indústria do Plástico (ABIPLAST). No Brasil existem cerca de 11500 empresas que operam no setor de plásticos, mas a tendência é que esses números aumentem ainda mais com o crescimento de áreas como construção civil, embalagens, automobilística, alimentos, calçados, cosméticos e agricultura, aponta o professor Msc. José Mauro Diniz Oliveira das Faculdades Oswaldo Cruz (FOC). Assim, de acordo com a importância do setor, veremos hoje algumas dicas de processamento de polímeros, mais especificamente termoplásticos com elevada temperatura de fusão.

Continue reading Como processar polímeros que têm elevada temperatura de fusão

Compartilhar Matéria:

Participação brasileira no desenvolvimento de telas biodegradáveis para eletrônicos

O Brasil, segundo dados da Teleco (out/2014), possui mais telefones celulares do que pessoas, apresentando uma proporção de 1,37 aparelhos por habitante. Os usuários de celulares trocam seus aparelhos em média a cada 22 meses, o que totaliza aproximadamente 153 milhões de aparelhos descartados por ano, isso apenas no Brasil. Com base nesses dados, vemos que o desenvolvimento de eletrônicos biodegradáveis é cada vez mais fundamental, e nossos pesquisadores estão ajudando a tornar isso possível: Wendel Alves, Thiago Cipriano (UFABC) e Eudes Fileti (USP) participaram de um grupo de pesquisa que conseguiu desenvolver OLEDs (LEDS orgânicos) de cor azul para as telas.

Continue reading Participação brasileira no desenvolvimento de telas biodegradáveis para eletrônicos

Compartilhar Matéria:

Elastômeros termoplásticos

Hoje falaremos sobre os elastômeros termoplásticos, que surgiram na década de 70 e devido a suas inúmeras vantagens em relação aos elastômeros convencionais, começaram a ser produzidos em grande escala desde então. Esses polímeros surgiram a partir da busca por menor densidade, menor custo de produção, maior produtividade, fácil adição de cor, reciclabilidade e melhor processabilidade em termos de elastômeros. Tudo isso pôde ser encontrado nos elastômeros termoplásticos, que podem ser moldados por uma ampla gama de processos, como injeção, extrusão, termoformação, moldagem, sopro e ainda por cima apresentam uma melhor adesão aos demais polímeros termoplásticos, permitindo a sobremoldagem com esses materiais. No entanto, esses elastômeros também apresentaram algumas perdas de propriedade em relação aos seus precursores, tais como menores resistência à temperatura, resistência química, flexibilidade e recuperação após a compressão.

Continue reading Elastômeros termoplásticos

Compartilhar Matéria:

Cientistas produzem material inspirado em teia de aranha

Aqui no blog já falamos sobre as teias de aranhas e porque elas são tão resistentes. Agora os cientistas descobriram como produzir uma versão artificial desse material, que poderá ajudar muito no desenvolvimento da robótica e da biotecnologia!

Continue reading Cientistas produzem material inspirado em teia de aranha

Compartilhar Matéria: